9 livros que todo advogado deve ler

Postado em por Rodrigo Padilha.

Você já deve ter recebido várias indicações de livros que todo advogado deve ler, especialmente durante a faculdade.

Afinal, o que não falta na área da advocacia são livros, e a leitura é um hábito fundamental para quem quer se tornar um advogado de sucesso!

Mas a minha lista de livros sobre advocacia é um pouco diferente.

As indicações que vou dar aqui não são exatamente de livros sobre Direito. Não são obras técnicas, e sim sugestões de leituras com temas relacionados à área e que todo advogado que goste de uma bom livro deve ler.

Confira abaixo e depois diga nos comentários quais destes livros você já leu:

1 – O Sol é para Todos

O romance de Harper Lee é um clássico para todas as idades e gerações, e o primeiro na minha lista de livros que todo advogado deve ler.

Esse livro é uma emblemática obra sobre racismo e injustiça, que conta a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 – e que enfrenta diversas represálias da comunidade racista.

O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça.

2 – Crime e Castigo

Outro grande clássico da literatura, “Crime e Castigo” é a obra mais conhecida do russo Fiódor Dostoiévski. Publicado em 1886, até os dias atuais segue sendo muito vendido, lido e discutido.

Nesse clássico, Dostoiévski narra a história de Rodion Românovitch Raskólnikov, um jovem estudante que comete um assassinato e se vê perseguido por sua incapacidade de continuar sua vida após o delito.

É uma obra incrível, e me arrisco dizer que ela é obrigatória em qualquer lista que indique os livros que todo advogado deve ler!

3 – A Firma

A obra literária de John Grisham conta a história de Mitch McDeere, jovem advogado que, logo após sair de Harvard, ingressa em um prestigiado escritório de advocacia.

Para Mitch, aquele parecia ser o trabalho perfeito, mas quando dois sócios da firma morrem em circunstâncias misteriosas e o FBI o procura, ele logo percebe que se tornou um alvo.

Suspense do início ao fim, essa história ganhou ainda uma adaptação para o cinema em 1993, no homônimo filme estrelado por Tom Cruise.

4 – Memórias do Cárcere

“Memórias do Cárcere” é um livro de memórias de Graciliano Ramos, um dos mais importantes escritores brasileiros. O livro foi publicado postumamente, em setembro de 1953, poucos meses após sua morte.

O escritor foi preso em 1936 por conta de seu envolvimento político com a chamada Intentona Comunista, de 1935.

Nunca houve uma acusação formal, e Graciliano foi preso sem provas, sem processo e sem sentença, passando em seguida por presídios em Maceió, no Recife e no Rio de Janeiro, até ser solto em janeiro de 1937 devido à pressão da elite literária brasileira.

Esse livro é um belo relato desse período e constitui um testemunho fundamental da arbitrariedade, da violência e do atraso político incorporado à cultura e história brasileira, tornando-o um dos livros de leitura praticamente “obrigatória” para todo advogado que atua no Brasil.

5 – 1984

“1984” é um grande clássico do escritor britânico George Orwell.

Em seu último romance, o autor deu vida ao personagem Winston, que vive aprisionado em uma sociedade completamente dominada pelo Estado.

Winston, contudo, não aceita bem essa realidade, que se disfarça de democracia, e vive questionando a opressão que o Partido e o Grande Irmão (Big Brother) exercem sob a sociedade.

Foi esse livro que inspirou o nome Big Brother ao reality show, já que em “1984” todas as pessoas eram muito vigiadas, inclusive dentro das próprias casas.

Na obra, Orwell questiona, de diversas formas e em vários momentos, os excessos delirantes do poder. Uma distopia inspiradíssima nos regimes totalitários.

6 – Acima de Qualquer Suspeita

“Acima de Qualquer Suspeita” é um thriller policial de Scott Turow que conta a investigação do estupro e do assassinato de uma advogada.

O investigador da promotoria não era só amigo da vítima como também tivera um caso com ela, e a descoberta desse detalhe causa uma reviravolta no rumo das investigações, colocando o promotor na condição de principal suspeito.

Esse é mais um dos livros que todo advogado deveria ler que foi adaptado para o cinema, desta vez em 1990 e com Harrison Ford, Raul Julia e Greta Scacchi no elenco.

7 – A Casa Soturna

Do renomado romancista Charles Dickens, “A Casa Soturna” é uma sátira contra o sistema judiciário e penal da Inglaterra.

No livro, o autor mostra as imperfeições das leis, não só criticando as instituições inglesas do século passado, como também promovendo uma melhor compreensão de seus problemas sociais.

A trama gira em torno de um processo judicial que permanece parado por algumas gerações, sem evolução alguma. Os litigantes iniciais já faleceram e ninguém mais sabe ao certo pelo que estão brigando, transformando o processo em uma lenda.

8 – Na Colônia Penal

Obra de outro escritor importantíssimo para a literatura mundial, Franz Kafka, o conto “Na Colônia Penal”, foi publicado em 1919.

Essa história mostra a visita de um explorador a uma colônia francesa, que acaba descobrindo a existência de um sistema judiciário bárbaro e arbitrário, em que o acusado não tem direito à defesa.

É uma forte crítica sobre o instituto da pena e ilustra com clareza e precisão a barbárie que constituíam as técnicas medievais na aplicação de castigos punitivos. Por isso, é praticamente impossível elencar os livros que todo advogado deveria ler sem citá-lo!

9 – O Mercador de Veneza

“O Mercador de Veneza” é uma obra teatral de William Shakespeare, escrita no século XVI.

Mesmo sendo um clássico, ainda traz à tona assuntos importantes para debates atuais, como  discriminação racial, intolerância e violência.

A comédia romântica tem, entre seus personagens, Shylock, um usurário judeu que pretende usar a justiça para uma terrível vingança. Uma ótima leitura para fãs de clássicos!

Essas são as minhas 9 dicas de livros que todo advogado deve ler!

Como eu sempre digo, a leitura é um hábito fundamental para qualquer profissional do Direito, mas, se você não sente muita familiaridade com as palavras, pode se inspirar e tirar algumas lições dos filmes. No meu artigo 7 filmes para advogados, falo especificamente sobre as obras da sétima arte que indico para os advogados com quem convivo.

E, aproveitando o assunto, não deixe de assistir ao mini-curso gratuito de Empreendedorismo Jurídico que eu preparei para você – que irá lhe ajudar a entender alguns pontos cruciais sobre o seu escritório (que você não aprendeu na faculdade), como marketing jurídico, negociação de honorários e reprogramação mental. Continuamos o nosso papo por lá!

Rodrigo Padilha

O Professor Rodrigo Padilha é pioneiro e fundador do Empreendedorismo Jurídico e do Programa Maverick no Brasil, além de fundador da Legião, que é uma das maiores turmas de 2ª fase da OAB no país. Atualmente coordena diversos negócios no Brasil e nos EUA e se dedica a ensinar advogados e outros profissionais a atingirem o sucesso através do empreendedorismo.