Quanto ganha um advogado bem sucedido no Brasil e no exterior?

Postado em por Rodrigo Padilha.

Afinal, quanto ganha um advogado bem sucedido? Essa é uma dúvida comum, principalmente para quem ainda não tem certeza se vai seguir carreira na advocacia ou não, e acaba usando isso como base para sua decisão.

A verdade é que não existe uma resposta exata a essa pergunta, pois esse é um caso que envolve muitas variáveis, como a área da advocacia em que vai atuar ou até mesmo o país em que decide trabalhar.

A única coisa que podemos afirmar é que a advocacia está entre as profissões mais bem pagas em todo o mundo. Ou seja, o céu é o limite para o advogado bem sucedido.

Quanto ganha um advogado bem sucedido?

Para ser ser bem sucedido na advocacia, não existe uma área específica para atuar, pois a remuneração depende somente do profissional. No entanto, o campo em que ele trabalha pode, sim, influenciar.

Geralmente, os advogados bem sucedidos são aqueles que têm seu próprio escritório, uma vez que, nesses casos, não existe um teto salarial definido. Por outro lado, em outras áreas isso pode ser um pouco diferente.

Veja exemplos de salários médios praticados no Brasil. Os valores variam de acordo com a fonte consultada, mas é possível ter uma noção concreta:

  • Advogado criminalista: R$ 3.800 a R$ 3.987

  • Advogado trabalhista: R$ 3.723 a R$ 5.700

  • Advogado civil: R$ 3.648 a R$ 4.700

  • Advogado tributarista: R$ 4.376 a R$ 5.500

  • Advogado empresarial: R$ 5.006 a R$ R$ 6.800

  • Defensor público: R$ 11.200 a R$ 16.489

E no exterior, quanto ganha um advogado bem sucedido?

Agora que vimos quanto ganha um advogado bem sucedido no Brasil, confira alguns exemplos de média salarial mensal em outros países:

  • Estados Unidos: de US$ 4.000 para advogados iniciantes a mais de US$ 15.000 para os mais experientes;

  • Portugal: de € 1.000 a mais de € 10.000;

  • Irlanda: de € 2.000 a mais de € 15.000;

  • Espanha: entre € 1.900 e € 4.700;

  • França: média de € 6.000;

  • Alemanha: média de € 6.500.

Casos de advogados bem sucedidos (que ganharam muito dinheiro)

Conheça agora casos de alguns dos advogados mais bem sucedidos do Brasil:

Márcio Thomaz Bastos

Ex-ministro da Justiça do governo Lula, Márcio Thomaz Bastos atuou em casos de repercussão nacional, defendendo figuras como Edir Macedo e o médico Roger Abdelmassih. Somente sua defesa do bicheiro carioca Carlinhos Cachoeira rendeu cerca de R$ 15 milhões em honorários.

Ticiano Figueiredo

Defendeu nomes como o ex-deputado Eduardo Cunha e os irmão Joesley e Wesley Batista, envolvidos no caso da JBF. Em 2017, foi um dos responsáveis pelo desbloqueio de R$ 40 milhões de reais dos irmãos Batista pela Justiça. Hoje, com menos de 40 anos de idade, vive em uma casa de 5.000 m2 em região nobre de Brasília.

Adriano Bretas

Com 37 anos, Adriano Bretas foi responsável por mais de cinquenta processos da operação Lava-Jato, acompanhando mais de 15 clientes. Estima-se que o advogado tenha já tenha embolsado mais de R$ 20 milhões em toda a sua carreira.

Francisco Müssnich

Com mestrado em Harvard, o advogado atuou em causas bilionários, como a venda do Banco Pactual por US$ 3 bilhões e a venda da Brasil Telecom, em 2008. Seu escritório foi o responsável por cuidar da exigências legais da Copa do Mundo de 2014.

Jairo Saddi

Doutor em Oxford, Jairo Saddi é autor de nove livros e foi responsável por mais de 40 liquidações de bancos, entre elas uma que movimentou R$ 2,7 bilhões. Somente no caso do falido Banco Santos, Saddi representa clientes com R$ 1 bilhão a receber.

José Roberto Opice

Mestre em Direito pela Southern Methodist University School of Law, atuou em casos de grande porte e extrema complexidade, como a fusão da Ambev da companhia com a belga Interbrew, e a venda do Bamerindus para o HSBC. Além disso, atuou como advogado contratado pelo governo para desenha a privatização da Vale, em 1997, durante a gestão FHC. A última grande operação em que atuou foi a venda do Grupo Ipiranga por R$ 4 bilhões.

Arnoldo Wald

Wald é o homem a frente da defesa da Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif), em ação no STF sobre os rendimentos da caderneta de poupança perdidos durantes os fracassados planos econômicos dos governos Sarney e Collor. Também é responsável pela defesa da companhia aérea Varig, que pleiteia ao Supremo indenização de R$ 6 bilhões da União, por conta dos prejuízos gerados pela política de congelamento de preços das passagens nos anos 80 e 90.

Carlos Ari Sundfeld

O advogado foi autor da Lei Geral da Telecomunicações, que abriu as portas para a privatização da Telebrás, responsável por modernizar a baratear o sistema de telefonia no País. Sua atuação permitiu ainda a criação da primeira agência reguladora do Brasil, a Anatel.

Arnaldo Malheiros Filho

Considerado um dos melhores advogados criminalistas do Brasil, Arnaldo Malheiros Filho defendeu figuras do porte de Paulo Maluf, Orestes Quércia, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, além do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, no processo do Mensalão.

O empreendedorismo jurídico como uma opção para ser um advogado bem sucedido

Empreender é a melhor alternativa para quem deseja alcançar o sucesso na advocacia, mas, infelizmente, os cursos de Direito no Brasil não preparam seus alunos para encarar os desafios do mercado.

Por isso, é preciso se capacitar, buscando conhecimentos relacionados a administração, finanças, marketing, gestão, vendas, entre outras noções fundamentais para se tornar um advogado bem sucedido.

Por meio do empreendedorismo jurídico, o profissional consegue tomar as rédeas da sua carreira, maximizando seus ganhos e destacando-se da concorrência.

Agora que você já sabe quanto ganha um advogado bem sucedido, não deixe de assistir à MasterClass de Empreendedorismo Jurídico que preparei para você – que irá lhe ajudar a entender alguns pontos cruciais sobre o seu escritório (que você não aprendeu na faculdade), como marketing jurídico, negociação de honorários e reprogramação mental. Continuamos o nosso papo por lá!

Rodrigo Padilha

O Professor Rodrigo Padilha é pioneiro e fundador do Empreendedorismo Jurídico e do Programa Maverick no Brasil, além de fundador da Legião, que é uma das maiores turmas de 2ª fase da OAB no país. Atualmente coordena diversos negócios no Brasil e nos EUA e se dedica a ensinar advogados e outros profissionais a atingirem o sucesso através do empreendedorismo.