Quantos advogados existem no Brasil e como é possível se destacar?

Postado em por Rodrigo Padilha.

Já faz alguns anos que tem-se falado a respeito do grande aumento do número de advogados no Brasil e os impactos que isso pode trazer para a profissão. Entretanto, vejo que, para muitos, os problemas decorrentes dessa realidade por que passamos atualmente ainda não estão muito claros.

Por isso, neste texto gostaria de discutir um pouco mais sobre este fenômeno e de que formas, em um mercado altamente saturado, é possível se destacar da concorrência.

Mas, afinal, quantos advogados existem no Brasil atualmente?

Segundo a OAB, em 2016 o Brasil alcançou a marca de 1 milhão de advogados. Claro que, desde então, esse número continuou a crescer, e hoje muitas fontes estimam que esse número já chega a 1 milhão e 200 mil profissionais de advocacia no mercado.

Esse aumento está diretamente relacionado a outro dado que chega a ser assustador: hoje, são mais de 1500 cursos de Direito espalhados por todo o país. Isso é mais do que a soma de países como EUA, China, Alemanha, Itália e França.

Atualmente, já são mais de 330 mil estudantes de Direito, e essa quantidade não para de crescer. O MEC tem autorizado frequentemente a abertura de novos cursos e, somente no último ano, foram criadas mais de 52 mil novas vagas em cursos de Direito em todo o Brasil.

Além disso, alguns dados apontam que o número de formados em um único ano pode chegar a quase 100 mil.

O Brasil entre os países com o maior número de advogados

Atualmente, o Brasil é um dos países com mais advogados no mundo. Como comentei, já são 1,2 milhão de profissionais no mercado.

Em média, existe um advogado para cada 174 cidadãos brasileiros, uma das maiores densidades do mundo, número acima de países como Estados Unidos e Inglaterra. Dos países com informações disponíveis para consulta, apenas Israel nos supera.

Como podemos imaginar, essa quantidade imensa de novos profissionais entrando no mercado todos os anos não é algo necessariamente bom. De fato, não é sustentável manter esse ritmo de crescimento, e isso pode colocar todo o sistema em risco.

Além disso, um número tão grande de profissionais disputando a mesma fatia de mercado é terreno fértil para estimular práticas predatórias no meio.

Como está o mercado de trabalho para advogados no Brasil?

A saturação do setor a índices tão elevados faz com que os profissionais se deparem com um mercado cada vez mais competitivo e com menos oportunidades. E uma das consequências mais graves desse fenômeno é que o valor médios dos salários e dos honorários tende a cair, comprometendo o segmento.

Para termos uma ideia, nos últimos dez anos, foram abertos mais de 11 mil novos escritórios de advocacia em São Paulo. Desses, mais de 30% fecharam as portas. E não é difícil entender o porquê: a saturação no mercado leva à falta de clientes e a uma guerra tão feroz que conduz à desvalorização da profissão e à cobrança de valores cada vez menores.

A isso devemos somar o advento da inteligência artificial na advocacia e os impactos que ela traz para o dia a dia da profissão.

O Empreendedorismo Maverick como uma forma de se destacar no mercado

Uma vez que o cenário não tende a mudar tão rapidamente, qual é, então, a saída para se destacar em um mercado tão competitivo e traçar um carreira bem sucedida?

A resposta é: capacitação.

Para conseguir se manter no setor, o advogado deve investir em competências e habilidades além daquelas ensinadas na faculdade. Como já comentei bastante aqui no blog, infelizmente a maioria dos cursos de Direito não prepara seus alunos para os verdadeiros desafios do mercado.

Hoje em dia, é preciso muito mais do que bom desempenho técnico e serviços de qualidade. É preciso que o profissional tenha conhecimentos sobre empreendedorismo, vendas, marketing, gestão e atração de clientes. E, para isso, é necessário também contar com competências em liderança e gestão de pessoas.

E é justamente aí que o Empreendedorismo Maverick entra: para preencher essas lacunas deixadas pela graduação e ajudar os profissionais que estão no mercado a desenvolverem uma visão empreendedora e a agirem de forma estratégica.

Com a evolução da tecnologia, novas áreas do Direito têm sido criadas e novas portas têm se aberto aos advogados que batalham no mercado. Por isso, capacite-se e vá em busca do seu sonho!

E agora que você já sabe quantos advogados existem no Brasil, não deixe de assistir ao minicurso gratuito de Empreendedorismo Jurídico que eu preparei para você! Ele irá lhe ajudar a entender alguns pontos cruciais sobre o seu escritório (e que você não aprendeu na faculdade), como marketing jurídico, negociação de honorários e reprogramação mental. Continuamos o nosso papo por lá!

Rodrigo Padilha

O Professor Rodrigo Padilha é pioneiro e fundador do Empreendedorismo Jurídico e do Programa Maverick no Brasil, além de fundador da Legião, que é uma das maiores turmas de 2ª fase da OAB no país. Atualmente coordena diversos negócios no Brasil e nos EUA e se dedica a ensinar advogados e outros profissionais a atingirem o sucesso através do empreendedorismo.