É possível se manter disposto sem cafeína!

Postado em por Rodrigo Padilha.

Quem aí curte um bom cafezinho, logo de manhã, para despertar? Pois é, galera, eu também sou fã, mas acontece que, como sabemos bem, tudo em excesso faz mal, e muita gente já se tornou até mesmo dependente de cafeína para se manter disposto ao longo do dia. Mas antes de falar com vocês sobre algumas alternativas a esse “líquido sagrado” (rs) para garantir uma boa disposição – seja para estudar, trabalhar, fazer atividades físicas ou qualquer outra coisa –, vamos entender como a cafeína age em nosso corpo para nos dar mais energia e ânimo. O nosso corpo tem um ciclo diário de funcionamento, por isso que as horas de descanso são tão importantes. Se uma pessoa se privar do sono por longos período, ela pode até morrer! É bem séria essa questão. E para regular esse ciclo, o organismo faz uso de uma substância química chamada “adenosina”, que vai se acumulando no cérebro ao longo do dia e é liberada ao dormir. A cafeína, por sua vez, tem uma estrutura molecular muito parecida com essa substância, então, quando é ingerida, bloqueia os receptores de adenosina, impedindo que ela se acumule e, assim, evitando a sensação de cansaço. Mas, como o nosso corpo é uma máquina perfeita, ele percebe que algo está diferente e começa a desenvolver cada vez mais receptores, fazendo com que tenhamos que tomar mais e mais café para nos manter dispostos. Bom, pessoal, já deu pra perceber onde isso vai levar, né? Entramos em um círculo vicioso que pode até nos causar outros problemas de saúde, como a gastrite, por exemplo. Então, aqui vão algumas dicas para não mais depender do café:
  1. Mexa-se!
Exercitar o corpo é bom para quase tudo nessa vida (rs). Por isso, tire um tempinho diário para caminhar, correr, dançar ou coisas do tipo. Ah, vale também dar uma pausa nos estudos ou no trabalho, quando se está há muito tempo sentado, para dar uma volta, passear com o cachorro, comer uma fruta, enfim, levantar e se movimentar um pouco, pois ajuda a manter o corpo trabalhando.
  1. Beba água
Pode parecer que essa é a solução para todos os problemas, mas a verdade é que a água compõe até 60% do nosso corpo, por isso, ela sim merece o título de “líquido sagrado”. Ela é fundamental para manter o nosso organismo e cérebro oxigenados, e a falta dela pode trazer fadiga, dentre diversas outras consequências negativas. Portanto, hidrate-se!
  1. Masque chiclete
Essa pode parecer tipo uma pegadinha de prova, mas tem uma explicação científica. Mastigar aumenta a circulação e estimula algumas partes do cérebro, que nos mantém ativos. De acordo com um estudo publicado pela revista Eastern Education Journal, mascar chiclete ajuda a manter o nível de concentração em provas e reduz a ansiedade. Não custa tentar, né?
  1. Ouça música
Prepare uma boa playlist – seja qual for o tipo de música que você goste –, coloque para tocar na ida para o trabalho/faculdade e veja como o ânimo e a disposição mudam! Para quem consegue ouvir música e se manter concentrado nas atividades ao mesmo tempo, é uma boa opção também. Existe playlists já prontas, em serviços como o Spotify, que são próprias para auxiliar na concentração.
  1. Alterne com outras bebidas
Beber café com moderação não faz mal à saúde, o problema é quando exageramos. Mas há outras bebidas que possuem propriedades energéticas, como chás (hortelã, ginseng, schizandra e chai), sucos (wheatgrass, romã, limão e ameixa) e o guaraná. Espero que tenham gostado das dicas de hoje e que consigam testar algumas delas no dia a dia. Contem aqui nos comentários o que vocês fazem para se manterem dispostos e não depender da cafeína. E, aproveitando o assunto, não deixe de assistir ao mini-curso gratuito de Empreendedorismo Jurídico que eu preparei para você – que irá lhe ajudar a entender alguns pontos cruciais sobre o seu escritório (que você não aprendeu na faculdade), como marketing jurídico, negociação de honorários e reprogramação mental. Continuamos o nosso papo por lá!

Rodrigo Padilha

O Professor Rodrigo Padilha é pioneiro e fundador do Empreendedorismo Jurídico e do Programa Maverick no Brasil, além de fundador da Legião, que é uma das maiores turmas de 2ª fase da OAB no país. Atualmente coordena diversos negócios no Brasil e nos EUA e se dedica a ensinar advogados e outros profissionais a atingirem o sucesso através do empreendedorismo.