Passei na OAB. E agora? Como atuar no mercado de advocacia?

0
4779
Passei na OAB e agora

Passei na OAB – e agora? Essa é uma das perguntas que eu mais recebo dos contatos da minha lista de e-mails, e ela reflete uma grande preocupação que muitos advogados recém-formados possuem.

Como você já sabe, para atuar como advogado no Brasil é imprescindível que o profissional da área seja aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil.

E se o exame da OAB já é um grande desafio, depois de passar por ele surge outro ainda maior: e agora? Como atuar no mercado de advocacia? O que devo fazer? Qual carreira devo seguir?

Vou falar sobre isso logo abaixo, mas, antes, quero falar rapidinho como você pode pegar a sua carteira da OAB após a aprovação.

Passei na OAB e ainda não peguei minha carteira

Antes de mais nada, pense sobre isso! Depois de ser aprovado no Exame, a etapa seguinte é se inscrever nos quadros da OAB:

  1. Para começar, você precisará do Certificado de Aprovação do Exame de Ordem. Esse documento fica pronto entre 15 e 30 dias após a divulgação dos resultados;
  2. Normalmente quem é aprovado recebe um e-mail com uma convocação para retirar esse certificado. Busque o e-mail em sua caixa de entrada e, caso não o encontre, verifique com sua seccional sobre o procedimento;
  3. Consulte sua seccional ou subseção para preencher o formulário de inscrição e verificar a documentação necessária;
  4. Entregue o formulário preenchido e os documentos solicitados na sua seccional. É importante que não falte nada, pois os pedidos de inscrição só serão encaminhados com a documentação completa;
  5. Depois de entregar o requerimento, uma comissão interna irá avaliar o seu pedido. Se tudo estiver correto, você será convocado para a cerimônia de entrega da carteira, que pode demorar até 2 meses.

Fique atento: não esqueça das taxas a serem pagas e da anuidade. Esses valores variam de acordo com a seccional. Jovens advogados (com até 5 anos de inscrição) pagam meia anuidade e no primeiro período o pagamento é proporcional aos meses restantes do ano.

Passei na OAB e estou esperando as oportunidades

“Ok, passei na OAB e agora já recebi minha carteira. Vou só esperar, que as oportunidades vão surgir!”

Se você pensar assim, vai continuar exatamente onde está: com a carteira, mas sem trabalho.

Depois de ter a carteira da OAB é que o jogo começa a ficar “bom” – e que os desafios do mercado começam a surgir. Por isso, você precisa passar por duas etapas importantes:

1. Escolha que tipo de advogado você será

Eu já escrevi um post falando sobre os Tipos de advogados e suas atuações no mercado de trabalho. Decidir que tipo de advogado você vai ser é fundamental para manter o foco em sua carreira jurídica. Os tipos mais populares são:

  • Funcionário Público;
  • Embaixador;
  • Representante Jurídico;
  • Advogado Associado;
  • Advogado Individual;
  • Advogado Correspondente.

2. Defina qual será a sua especialização

Ok, você passou na OAB, e agora? Vai ficar de braços cruzados esperando a oportunidade?

Como eu já falei, se essa é a sua opção, me desculpe, mas a probabilidade de a oportunidade não aparecer é gigantesca.

Portanto, arregace as mangas e escolha uma área para se especializar.

Gostaria de destacar aqui 9 diferentes áreas da advocacia que tem sido ótimas escolhas:

  1. Direito Civil
  2. Direito Ambiental
  3. Direito Comercial
  4. Direito da Tecnologia da Informação
  5. Direito do Consumidor
  6. Direito Contratual
  7. Direito Penal
  8. Direito Trabalhista
  9. Direito Tributário

Se você busca uma especialização imediata, não deixe de considerar também alguns cursos gratuitos sobre Direito. O aperfeiçoamento constante pode ser o grande diferencial, tanto se você for empreender quanto se for em busca de uma vaga em um escritório.

Eu fiz uma lista com 9 ótimos cursos para advogados que você pode se matricular gratuitamente e assistir às aulas online. Nem todos são da área jurídica, mas ainda assim são essenciais para ajudar a desenvolver suas habilidades profissionais.

3. Tenha um bom currículo

Ainda mais se o que você busca no momento é ser contratado por um escritório de advocacia já estabelecido (ao invés de seguir o empreendedorismo jurídico, que vou falar mais adiante), esse passo é ainda mais importante.

Afinal de contas, o currículo vai ser a sua porta de entrada para o mercado de trabalho. É com ele que você vai contar a sua história para pessoas que ainda não te conhecem.

Montar um bom currículo é sempre um grande desafio para quem está começando uma carreira como advogado. A minha dica aqui é que o documento seja claro, objetivo e completo.

Para ajudar você, destaco alguns pontos que são fundamentais na hora de elaborar o seu currículo:

  • Dados pessoais;
  • Objetivo;
  • Escolaridade;
  • Experiências profissionais;
  • Cursos, projetos e palestras;
  • Conhecimento em idiomas e informática;
  • Habilidades pessoais;
  • Diferenciais.

No artigo Currículo de advogado recém-formado, eu destaco com mais detalhes cada um dos pontos citados.

4. Compreenda o Empreendedorismo Jurídico

O fato é: só quem consegue pensar na advocacia como um negócio consegue ficar à frente e pode almejar o sucesso.

Muito se fala em novos ramos do Direito (neste vídeo falo sobre 10 ramos excelentes!), mas acontece que você não tem que procurar novas oportunidades achando que o mercado do direito está saturado. Não é isso! O mercado na verdade não é saturado, mas, sim, mal trabalhado.

Michael Gerber, no livro “O Mito do Empreendedor”, diz que o profissional de sucesso não deve entender DO negócio e sim DE negócio. Isso faz total diferença na sua programação mental.

Você que passou na OAB e agora está entrando no mercado de advocacia deve saber muito de Direito, certo?

Afinal, foi isso que você estudou intensamente nos últimos anos.

O problema é que um advogado que só sabe Direito, se abrir um escritório, vai falir, pois não entende de fluxo de caixa, gestão, gerenciamento de pessoas e nada mais que envolva o negócio em si. E o direito não é um fim, é um meio pelo qual você roda seu negócio!

É por essa razão que eu criei o aulão de empreendedorismo jurídico, disponível abaixo. São mais de 30 minutos de uma verdadeira aula de Empreendedorismo Jurídico (mais especificamente sobre marketing jurídico), que eu divulgo gratuitamente.



Aulão Gratuito de Empreendedorismo Jurídico

Como Atrair Mais Clientes para o seu Escritório:



E agora?

Bom, se você quer trabalhar com empreendedorismo jurídico (e essa é uma opção fantástica) e aproveitar os novos ramos da advocacia, entenda DE negócio.

Vou citar 12 ramos novos da área jurídica que você pode aproveitar e começar a trabalhar e, se você quiser saber mais sobre cada uma delas, pode assistir ao vídeo que está no final do texto, ok?

  1. Mercado de energia
  2. Recuperação judicial de crédito
  3. Agronegócio
  4. Compliance
  5. Trading
  6. Direito de infraestrutura
  7. Fusões e aquisições
  8. Direito cibernético
  9. Direito ambiental
  10. Petróleo e gás
  11. Direito do Entretenimento
  12. Direito Desportivo

Antes de finalizar, ressalto: se especialize!

Independente de ter escolhido um ramo novo do direito ou um mais antigo, tenha em mente que estamos na época da especialização, do nicho, onde as pessoas estão procurando cada vez mais por serviços e soluções mais específicas e menos genéricas.

Por isso, escolha um setor e estude com profundidade; entre de cabeça nessa área! Use as dicas de especialização e de cursos que passei acima e escolha um nicho que faça sentido para sua vida e objetivos profissionais.

Em resumo: sempre que você se perguntar “Passei na OAB, e agora?”, tenha em mente que você deve obter sua carteira da Ordem, se preparar para ter um negócio enquanto advogado e sempre buscar se especializar na área, ok? Seus desafios estão apenas começando!

Se você ficou alguma dúvida sobre o futuro na área jurídica, deixe seu comentário abaixo! E não se esqueça de assistir ao meu vídeo os 10 novos ramos da advocacia, que eu comentei ao longo do texto.

Comentários

comentários

COMPARTILHAR
O Professor Rodrigo Padilha é empreendedor com empresas no Brasil e nos EUA, com uma das maiores turmas de segunda fase de Direito Constitucional do Brasil e se dedica a ensinar advogados a conquistarem sucesso na carreira através dos métodos criados e aplicados por ele para alcançar o tão sonhado equilíbrio na vida através do Empreendedorismo Jurídico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*